Sobre o destruidor

Um belo dia, um casal resolve aumentar a família. Eles foram passear com os melhores amigos de tooooodos em Teresópolis e decidem ir passear na feirinha de pets. Depois de verem tooooodas as barraquinhas chegando a última eles dão de cara com um cachorrinho lindo, tentando fugir do cercadinho onde estava confortávelmente preso. Naquele momento a mamãe sabia, era ele, ele precisava ser dela, ela tentou se apaixonar por outros cachorrinhos, mas aquele Shih Tzu com olhinhos amendoados já havia conquistado o coração dela. Quando ela pegou ele no colo, adivinhem? Ele fez cocô nela, ja marcando o seu territorio, dizendo.. pronto, agora ela é minha e ninguem tira. Estava sacramentado e a família estava completa.

Quando chegamos em casa tivemos nosso primeiro contato com ele como família. Um Shih Tzu tricolor. Dormindo é lindo. Brincando com os amiguinhos é um doce. Acordado é pior que o Cerberus. Logo descobrimos que a brincadeira que ele mais gosta é morder um calcanhar, correr com a mamãe, rosnar para o papai e não pode ver um pedaço de papel que já quer destruir tudo…